segunda-feira, 24 de abril de 2017

Limites

Aos meus 56 anos, percebi que para ser feliz tive que aprender a gostar de mim, a cuidar de mim, e principalmente, a gostar de quem também gosta de mim. Todos os dias acontecem muitas coisas. Há milhares de finais acontecendo todos os dias e com esta vida sempre tão corrida, às vezes, não encontramos tempo para pensar sobre o que realmente é importante, por isso, quero mais uma vez agradecer a todos que acompanham a família HSAN. Uma coisa importante que a vida me ensinou é que a maior vingança contra um inimigo é perdoa-lo, sendo assim, ele desaparece de nossas vidas e não consegue mais nos perturbar. Estou escrevendo todas essas coisas porque foram dias de desespero. Nesses dias percebi que é preciso crer, não em mentiras, nem em suposições, é preciso crer em si mesmo, ter auto confiança, e por mais absurdo que pareça, buscar sempre impor-se limites, e por mais difícil que seja o ideal a ser alcançado, supere as barreiras. Estamos vencendo a HSAN, dia após dia. Assisti a todo o sofrimento de minha filha, que muitas vezes parecia escapar por entre os meus dedos, mas venci. Enfim, é assim que funciona esse teatro chamado vida. Uma máquina inconstante de buscas, idas e vindas, de crenças e descrenças, de choros e sorrisos, e posso lhes garantir, de limites a serem vencidos. 

http://ajudetaymara.com.br/

Um comentário:

  1. Meus amores, como vocês estão? E a Taymara?

    Deus os abençoe!

    ResponderExcluir